fbpx

Entenda como o uso de imagens afeta o comportamento do seu público no Facebook

Você já deve ter se perguntado, enquanto navegava pelos bancos de imagem para escolher alguma foto para ilustrar sua matéria, qual seria mais atraente para o público e faria eles clicarem no link quando fosse publicado no Facebook, certo?

E ao escrever o título, certamente pensou em alguma técnica de SEO que colaborasse para que as redes sociais entregassem seu conteúdo para mais pessoas, correto?

Se não pensou, você precisa continuar lendo esse texto.

E se já pensou, aproveite para acompanhar um novo ponto de vista, compartilhado por pesquisadores do Centro de Engajamento d Mídia da Universidade de Texas e Austin.

Em busca do engajamento

Os pesquisadores queriam saber qual tipo de mensagem mais atrai os leitores, gerando cliques nas publicações, e qual gera maior engajamento no Facebook, especialmente em conteúdo relacionado à política.

E essas foram as conclusões:

Imagens negativas geram mais cliques, enquanto imagens positivas aumentam as reações

O estudo realizado pela Centro de Engajamento de Mídia identificou que as pessoas tendem a clicar mais em conteúdos com imagens que transmitam uma sensação negativa.

O resultado lembra o comportamento antigo e offline do leitor de se interessar pela desgraça alheia.

Contudo, o estudo apontou que os usuários do Facebook tendem a reagir (curtir, amar ou outras reactions da rede) quando a imagem é positiva.

Os pesquisadores concluíram ainda que o uso de manchetes positivas ou negativas não geram diferenças significativas no engajamento.

Ok. Imagens negativas geram mais cliques. Vamos abusar delas, então?

Calma, não é bem assim.

“Pode ser tentador aumentar o uso de imagens negativas e títulos focados em problemas como forma de aumentar os cliques, mas existem considerações adicionais”, diz o estudo.

Os pesquisadores alertam que outros estudos mostram que a estratégia de fazer uma cobertura política negativa pode ter efeitos prejudiciais, como a diminuição da confiança do público na mídia.

E mais, os algoritmos do Facebook valorizam e espalham melhor os conteúdos que possuem grande quantidade de reações.

Portanto, antes de sair colocando foto de político nas piores condições possíveis, pense estrategicamente.

Quer ver o estudo do Center for Media Engagement e entender como chegaram a esse resultado? Acesse por este link.

CONTEÚDO RELACIONADO

Deixe seu comentário sobre o conteúdo